13 de junho de 2011

O Frenchie e sua Curiosidade.


Frenchies são seres curiosos por sua natureza, a Alana não foge dessa regra.

Certo dia, em um dos passeios, finalzinho de tarde, a Alana decidiu fuçar tudo que via pela frente, cada cantinho tinha que parar. Nesse dia a curiosidade dela estava bastante exagerada.

Até que quando estavámos quase chegando em casa, ela abocanhou algo do chão, foi tudo muito rápido, assim como a pressa dela em cuspir fora a tal "coisa".

Esta "coisa" me deu um trabalho... quando eu vi o que era: UMA LAGARTA!!! daquelas que queimam quando você encosta sabe?

Eu encontrei este artigo, muito interessante, que fala um pouco mais sobre os danos causados pelas lagartas em animais de estimação:
"...Os animais domésticos, e em especial o cão, são muito curiosos, sendo frequentemente vítimas do seu comportamento. Muitas das vezes nos seus passeios diários, cheiram plantas e insectos, que acabam por lamber e mesmo tentar comer, estando sujeitos a intoxicações potencialmente fatais.

A principal via de contacto dos cães com a lagarta é cutânea, podendo ser também digestiva e ocular.
No cão, os lábios, a mucosa oral e a língua são as partes do corpo mais afectadas. Os sintomas vão desde apatia, falta de apetite ou dificuldade na preensão dos alimentos (devido à necrose da língua), edema da face (focinho “inchado”), prurido facial intenso, ulceração da ponta da língua (língua preta ou com aspecto queimado), glossite, hipersalivação, “olho azul” (edema da córnea), fobia à luz, prurido ocular, etc
 Fique atento se o seu animal ficar doente na sequência de um passeio em que se cruzaram com as lagartas de pinheiro, não hesite em levá-lo de imediato ao Veterinário..."
Fonte: http://www.veterinaria.com.pt/media//DIR_88123/Newsletter8.pdf

Assim que ela cuspiu a tal coisinha (já estava morta, era um pedaço dela! Uma coisa que minimizou um pouco os problemas) ela começou a salivar muito e ficar SUPER inquieta, não parava de colocar a linguinha pra fora (queimou um pouco) e novamente me bateu um desespero...

E eu fiz a coisa mais errada e também a mais comum em situaçoes deste tipo: dei leite de vaca! Só sei que piorou, porque agora além da língua, a barriguinha dela estava um balão (muito inchada mesmo), o que eu fiz? Levei no plantão de um Hospital Veterinário (que era o que eu devia ter feito desde o inicio).

Atenção: Nunca dê leite de vaca ao seu cãozinho, você sabia que eles tem intolerância à lactose??

 “Com o aumento da idade os filhotes começam a apresentar uma intolerância à lactose, pois a enzima responsável pela digestão do açúcar do leite, chamada lactase, passa por um declínio de atividade. Assim, a oferta de leite de vaca ao cão pode ocasionar cólicas, flatulência e diarreia” 

Fonte: http://www.animaisos.org/noticia.php?id=1957

No Hospital o veterinário aplicou uma medicação e disse que a barriga foi por causa do leite, e começou a enrolar só pra ela ficar internada lá (pra ganhar a diária da internação), nesse caso nao tinha essa necessidade, já que a salivação, inquietação e a lingua ardida já tinham passado.

Mesmo assim deixei por via das dúvidas, mas com muita dor no coração, e peguei no outro dia bem cedinho.
Ela estava ótima, depois de soltado uns "punzinhos" a barriguinha voltou ao normal....

É... isso é que dá... os Frenchies e sua curiosidade!

 Fonte: Skonbull Kennel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por participar do blog e compartilhar sua opnião!

Ao deixar seu comentário você automaticamente autoriza sua reprodução e publicação.

Não serão publicados:

- Comentários que contenham ofensas ou palavrões;
- Comentários que não tenham relação com o post em questão;
- Comentários Anônimos;
- Propagandas em geral.

Leia os Termos de Uso do blog.