6 de setembro de 2011

Hiperqueratose Nasal Idiopática (Crusty Nose) e Digital.


A Hiperqueratose pode ser nasal (também chamada de crusty nose) ou digital/podal (nas almofadas das patas).

É uma alteração na queratinização primária, ou seja, um defeito no acúmulo de queratina no local sem uma causa clara, ocorrendo um aumento da produção de queratina na região dos coxins nas patas ou na região do focinho. 

Fonte: Bullmarketfrogs

Pode ser hereditária em certas raças (Setter irlandês , dogue de Bordeaux). Mas, geralmente, desconhece-se o mecanismo de formação da maioria das alterações na queratinização, sabe-se que muitas vezes ela pode, também, se apresentar como um sintoma (secundária) de outras doenças que deverão ser descartadas. 

O diagnostico diferencial inclui:

·        Deficiência de zinco;
·        Deficiência de proteínas;
·        Doenças auto-imunes;
·        Leishmaniose;
·        Eritema necrolítico migratório;
·        Erupção medicamentosa ou papilomavírus;
·        Lúpus eritematoso discóide ;
·        Pênfigo foliáceo;
·        Cinomose;
·        Hipotireodismo;
·        Alergias alimentares.

Seu veterinário pode sugerir uma biópsia e exames de sangue para descartar essas doenças, caso se confirme a presença de alguma delas isso irá requer um tratamento específico.

Uma vez que outras doenças foram excluídas, a hiperqueratose é chamada idiopática e não tem uma causa especifica conhecida.

Sintomas:

Fonte: Bullmarketfrogs



O nariz ou almofadas da pata ficam duros, secos e tem uma aparência escamosa.






Fonte: Snubnosed


Em alguns casos as lesões podem ser dolorosas, especialmente se rachaduras, fissuras, erosões, ressecamento e ulceração são notadas



Tratamento:

Os sintomas podem aumentar e diminuir, mas uma vez que a causa da hiperqueratose idiopática é obscura, é uma condição para toda a vida e irá requer tratamento constante. 

O tratamento varia com a gravidade da doença. O tratamento será necessário se houver presença de lesões nasais ou podais com sinais de infecção ou inflamação. Neste caso será necessário o tratamento com medicações especificas para a situação de uso sistêmico e local. 

Caso não existam outras complicações, o problema é meramente estético e não realmente de saúde. Se estiver causando desconforto, podem-se tratar o nariz e as almofadas das patas sintomaticamente com imersão com água morna e aplicação de agentes emolientes como a vaselina, pomadas, géis e cremes hidratantes específicos, ajudando a melhorar a aparência e hidratação do local. 

   
Caso a hiperqueratose seja podal e esteja atrapalhando o animal ao caminhar levando-o a mancar, recomenda-se a excisão cirúrgica dos excessos de queratina. 

Outras dicas que podem ser úteis incluem o uso de protetor solar durante passeio e evitar que o animal utilize o focinho na terra e assim machucando.

Prevenção:  



Caso você note que o nariz do seu bulldog tem ficado seco ou as almofadas dos pés (sem outros sinais clínicos presentes) você pode aplicar vaselina 2 x ao dia, ou alguma pomada específica para hidratar, algumas pessoas também aplicam dersani (na presença de lesões), uso de pomadas para assaduras e aplicação de gotas de vitamina A também podem funcionar.



Fonte: Naturaldogcompany

Porém, sempre consulte seu veterinário antes de passar algo, ele poderá lhe indicar outros produtos específicos para aplicar, além de descartar possíveis doenças associadas.


Fontes:
1. Bullblogingles: hiperqueratose da trufa, escrito por: Dra. Viviane Dubal
2. Dermatopet
3. Mvtimes
4. Bullmarketfrogs
5. Bobmckee: nasodigital hyperkeratosis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por participar do blog e compartilhar sua opnião!

Ao deixar seu comentário você automaticamente autoriza sua reprodução e publicação.

Não serão publicados:

- Comentários que contenham ofensas ou palavrões;
- Comentários que não tenham relação com o post em questão;
- Comentários Anônimos;
- Propagandas em geral.

Leia os Termos de Uso do blog.