28 de novembro de 2012

As Técnicas do Encantador de Cães são Boas ou Ruins?


Bom, como eu costumo estar lendo e fuçando em tudo que encontro, seja na internet ou em livros, sempre acaba surgindo novidades.

Quero deixar claro que minha intenção não é criar revoltas e polêmicas (a favor ou contra). O post de hoje tem o objetivo de reflexão apenas, minha inclusive.

Vocês podem notar que em alguns de meus posts existem vídeos do Cesar Millan, o conhecido encantador de cães.
 
Confesso que eu mesma já tentei aplicar algumas técnicas, inclusive comprei o primeiro livro. Mas sempre tive uma pontinha de dúvida quanto à forma que essas técnicas são aplicadas. Existem muitas dicas boas no programa, sem dúvidas, como o fato de sua energia influenciar a do cão e de que cães precisam de exercícios e passeios diários.

Acredito que em tudo que lemos e vemos sempre devemos ter senso crítico. Cabe a nós, quando nos deparamos com qualquer tipo de coisa nova, procurar saber se aquilo realmente é aplicável, viável, ou fidedigno. A informação está ali, nós é que temos o dever de aprofundar a idéia, ou seja, tudo é uma base para nosso conhecimento.

Então... pesquisando mais sobre as técnicas aplicadas pelo encantador de cães, descobri que, antes  da National Geographic exibir o programa, ela submeteu os episódios à análise do veterinário  conceituado Andrew Luescher, especialista em comportamento animal. 

O Dr. Andrew escreveu uma carta dando seu parecer sobre os episódios, o que foi totalmente desconsiderado pela emissora, já que o que importa é audiência, e estando certo ou errado, o encantador de cães, com certeza, tem um grande público de expectadores.

Aqui está a carta emitida. Vale a pena ler e refletir sobre o que ele escreveu:

"De Andrew Luescher, DVM, Behaviorista Veterinária
Clínica de Comportamento Animal
Purdue University
 
Eu revi as quatro fitas de vídeo, gentilmente apresentados a mim pelo National Geographic. Agradeço muito pela oportunidade de ver essas fitas antes que o programa fosse ao ar. Eu vou ficar feliz de rever todos os programas que lidam com o comportamento de animais domésticos e de treinamento. Creio que esta é uma responsabilidade da nossa profissão.

Tenho estado envolvido na educação continuada para instrutores de cão por mais de 10 anos, primeiro através do Curso de Como Cães "Learn" "programa da Universidade de Guelph (Ontario Veterinary College) e depois através do CÃES! Da Universidade Purdue. Por isso, sei muito bem onde treinamento do cão está hoje, e devo dizer-lhe que as técnicas de Millan são ultrapassadas e inaceitáveis, não só para a comunidade veterinária, mas também para instrutores de cão A primeira pergunta sobre as fitas acima mencionadas que eu tenho é esta:. O show repetidamente adverte que os telespectadores não devem tentar estas técnicas em casa Então qual é o objectivo deste show? eu acho que temos que ser realistas: pessoas vão tentar estas técnicas em casa, muito em detrimento de seus animais de estimação. (grifo meu)

As técnicas do Cesar Millan são quase que exclusivamente com base em duas técnicas: "flooding" e punição positiva. Em "flooding", um animal é exposto a um medo (ou agressão) evocando estímulo e impedidos de sair da situação, até que ele pare de reagir. Para dar um exemplo humano: arachnophobia seria tratada pelo bloqueio de uma pessoa em um armário, liberando centenas de aranhas para aquele armário, e mantendo a porta fechada até que a pessoa deixe de reagir. A pessoa pode ser curada por isso, mas também pode ser severamente perturbada e teria passado por uma quantidade excessiva de stress. "flooding", portanto, sempre foi considerado um método arriscado e cruel de tratamento.

A Punição positiva refere-se a aplicação de um estímulo aversivo ou correção como conseqüência de um comportamento. Há muitas preocupações sobre a punição, pois é desagradável. A Punição é totalmente inadequada para a maioria dos tipos de agressão e de qualquer comportamento que envolve a ansiedade. Punição pode suprimir o comportamento, mas não resolve o problema subjacente, ou seja, o medo ou a ansiedade. Mesmo nos casos em que o castigo aplicado corretamente pode ser considerado adequado, muitas condições têm de ser cumpridas, que a maioria dos proprietários dos  cães não pode atender: A punição tem de ser aplicado toda vez que o comportamento é apresentado, no prazo de ½ segundo após o comportamento, e na intensidade correta (grifo meu)
 
A maioria das explicações teóricas que Millan dá sobre as causas dos problemas de comportamento está errada. Não um desses cães tinham qualquer problema com o domínio. Não um desses cães queria controlar seus proprietários. O que ele estava certo sobre que, calma e consistência são extremamente importantes, mas eles não fazem os métodos apresentados apropriadamente ou justificável.
 
O último episódio (compulsivo) é especialmente preocupante porque a compulssão está relacionada a um desequilíbrio nos níveis de neurotransmissores ou receptores, e, portanto, inequivocamente, uma condição médica. Seria apropriado para o tratamento de pessoas com transtorno obsessivo-compulsivo a punição? Ou ter um leigo ir ao redor tratamento destes doentes?
 
Eu e meus colegas e líderes inumeráveis ​​na comunidade de treinamento do cão têm trabalhado décadas para eliminar tais técnicas crueis, ineficazes (em termos de verdadeira cura) e inadequadas."

 
Eu penso o seguinte: nada é em vão, toda informação é sempre útil de alguma forma.

Quanto à pergunta: As técnicas do encantador de cães são boas ou ruins?

Bom... recomendo que assistam o programa, os vídeos, leiam os livros, leia a carta do veterinário e... tirem suas próprias conclusões.

Photo by Gretchen_ross

12 comentários:

  1. Allana,boa tarde! Aproveitando este espaço solicito um auxílio...tenho um caozinho de 03 meses e queria saber se ao deixa-lo no crate para dormir posso deixar uma pequena vasilha com água??
    Muito Grato!

    ResponderExcluir
  2. Olá Marcos,

    Muitas pessoas gostam de usar o crate para os cães, inclusive como forma de adestramento, na verdade eu não gosto muito de deixar eles trancados muito tempo num espaço tão pequeno, mas a escolha é de cada um, desde que respeite as regras do tempo.

    Seu cãozinho não pode dormir a noite toda trancado, pois ele é muito pequeno ainda.

    A regra do tempo é idade+1, ou seja, seu cãozinho tem 3 meses, então é 3+1= 4 horas o tempo máximo que ele poderá ficar trancado. O máximo que um cão adulto deve ficar trancado é de 8 horas.

    Caso você deixe ele curtos períodos e quiser deixar algo para ele beber recomendo esse tipo de bebedouro :http://www.novobuscar.com/goods/bebedouro-para-caes-bico-bilha_521613
    coloque ele pelo lado de fora só com a ponta pra dentro.

    Uma vasilha acho que não é o ideal, pois ele tem pouco espaço, pode virar e ficar molhado.

    Espero ter ajudado!
    Abraços,
    Gabi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabi,boa tarde! Tenho pesquisado sobre o assunto e verifico que há divergencias na composiçao do front Line caseiro.Teria com me informar a respeito do preparo, e seus componentes.


      Desde já muito grato!

      Excluir
    2. Olá Marcos,

      Realmente existem muitas divergências, a fórmula está pela internet, muitos dizem que funciona, outros não. Nunca fiz para te dizer minha experiência própria, o que lhe sugiro é, em caso de duvidas sobre os componentes e suas possíveis aplicações em animais domésticos, conversar com um veterinario.

      Abs,
      Gabi

      Excluir
  3. Muito obrigado Gabi,ajudou bastante,vou providenciar este bebedouro...muito útil!!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Olá Gabi! Tenho revirado tudo sobre bulldog francês na internet, pois de uns dias pra cá a minha Stella está com umas feridinhas pelo corpo como se fosse catapora. Já levei no veterinário ele falou que pode ser algum tipo de alergia e que eu teria que eliminar todas as possibilidades de causa desta alergia (ração com corante, produtos de limpeza, plantas, etc.) além de perscrever um tipo de shampoo específico para cães alérgicos, dando banho nela uma vez por semana. Bem, as feridinhas melhoraram, mas ela aind apresenta bastante pelo corpo. Será que existe a possibilidade de ser uma dermatite atópica? O que eu gostaria de saber é se você já viu algum caso parecido e se tem alguma informação para compartilhar.
    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  5. estou querendo criar um cachorro e depois de muita pesquisa vi que o ideal para mim seria o bulldog frances e então depois me veio uma unica duvida, eu e minha esposa passamos boa parte do dia no trabalho cerca de 10horas e a cachorrinha (quero femea =D soube que seu temperamento é melhor certo?) vai ficar so por esse tempo tudo bem que tem uma menina que trabalha aqui em casa e fica ate 3 e 4 da tarde ela poderia ficar de olho nela, mas digamos que essa menina não trabalhasse conosco eu mesmo assim poderia criar um frenchie ou não? quero muito mas muito mesmo criar mas so fico com pena disso, simmm lembrando que as vezes posso levar ela pra o trabalho não todo dia mas 1 ou 2 vezes por semana.
    resumindo posso criar um cachorro e sair pra trabalhar sem se preucupar que ele entre em drepessao ou algo do tipo por passar uma boa parte do tempo longe do dono?

    ResponderExcluir
  6. Olá José Mauricio,

    Não entendi... Em outro post vc colocou que é "só" esse tempo todo que vc vai deixar o cão sozinho. Acho que não importa a raça, cães são animais de COMPANHIA, acho que o nome se auto define não é?
    Cães não são feitos para serem largados num canto, eles exigem cuidados e muita atenção!!! O bulldog francês principalmente, que exige muito mais a companhia do dono e não são cães para serem deixados 10 horas sozinhos!
    Desculpe, mas é minha opnião, creio que com seu ritmo de trabalho um animal de estimação, principalmente um bulldog francês, não seja uma boa idéia, falo por experiência própria, eles exigem e MUITO!
    Normalmente deixo de fazer coisas por causa deles e o que eu faço é sempre pensando neles. Se eu ficasse todo esse tempo fora de casa com certeza eu não poderia ter meus cães (qualquer raça), além do cãozinho ter muitas chances de ter sim "depressão" e até problemas de saúde por isso.
    Sugiro que vc reflita bem sobre todos os cuidados que um cão precisa, e nisso coloque prioridade companhia. Frenchies são cães extremamente carentes, eles podem realmente ficar doentes sozinhos, bem eu sei, pois os meus nunca ficam muito tempo sozinhos e se ficam são por poucas horas e já ficam que parecem que estão morrendo. Espero ter ajudado.
    Abs,
    Gabi.

    ResponderExcluir
  7. Olá Karla,

    Relamente a dermatite atópica é complicada. Vc primeiro deve fazer exames para identificar se é mesmo atopia, ou outra alergia, como a alimentar. A Atopia, na verdade não tem cura, pois vc teria que saber tudo que seu cachorro é alérgico e afastar ele de tudo, o que é extremamente difícil, além do que ele pode desenvolver alergias a outras coisas com o passar do tempo. A atopia é mais controle na verdade. Tem um teste que é o SPOT test, que testa varias substancias que seu cão pode ser alérgico, eles também fazem, a partir do resultado, uma "vacina" especifica para seu cão. Mas nem tudo é estado, imagine que seu cão pode ser alérgico aos seu perfume, por exemplo. E o tratamento não é certo que vá funcionar 100%. É uma opção sim para tentar. Esse é o site para vc dar uma olhada: http://www.cepav.com.br/br/paginas_internas/alergia/spot_test/spot_test.html
    dê uma olhada nesse post também, é sobre dermatite atópica, talvez ajude: http://www.labellealana.com/2011/07/predisposicao-do-bulldog-frances.html
    Espero ter ajudado,
    Abs,
    Gabi.

    ResponderExcluir
  8. Mas como o César Millan diz, não podemos tratar os cães com psicologia humana. Cada animal têm uma forma te tratar. Ele procura tratar o cachorro como cachorro. O César mesmo disse em um de seus livros que muitos veterinários e adestradores não aprovam suas técnicas. Eu procuro seguir muito o que ele diz, treinar sua forma de psicologia canina e passar para meus clientes. Nos programas que fala não fazer essas técnicas sem um profissional, é geralmente nos programas que ele trata com cachorros agressivos. Pois se vc não tem a manha de dominar o cão, pode realmente se machucar. Continuo acreditando muito nas técnicas do encantador de cães e afirmando que ele é o melhor, não precisa de extintor, buzina, nem do cinto de utilidades para cuidar de um cachorro. Não é a toa que é o mais famoso e um dos mais respeitáveis psicologos caninos.

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda tenho minhas ideias em processo de formação. Sempre fuim um fã destemido de Cesar Millan, porém, deve haver algum motivo real pra tanto ódio a seu redor. De um lado temos veterinários e adestradores que adotam outros métodos como o de petiscos, que são totalmente contra os métodos de Cesar. De outro temos Cesar e seus inúmeros prêmios ganhos pelas academias de "adestramento" e comportamento animal internacional. Mas, qual lado é verdadeiro? Acompanho o blog de Cesar e leio sempre os artigos relacionados à sua antiga vida. Será que alguém tão pobre e sem motivo algum para ter esperanças, ao chegar num país promissor com a chance de realizar um sonho, se viraria contra a bondade, jogaria tudo pro alto e esquecesse o que viveu passando a "maltratar" cães? Bom, eu não o posso defender. Vejo muito sentido em suas técnicas e as relações feitas aos lobos porque, sinceramente, acho muita hipocrisia dizer que cães são totalmente extintos de semelhanças comportamentais dos lobos. Porém, no mundo manipulado que vivemos, César pode ser apenas um personagem e tudo aquilo que ele mostra ser não existe, ele pode nem gostar de animais e se aproveitar da situação para "descontar" sua raiva, como muitos adestradores extremistas dizem. Mas ele também pode ser tudo aquilo que mostra e, na realidade tudo o que mostra pode fazer sentido. Em relação à mensagem que nos proíbe de usar as técnicas sem o Auxilio de um profissional, muitos falam que isso aparece porque Cesar sabe que sua tecnicas são ineficazes e não quer que as pessoas descubram isso praticando com seus cães. Outros falam que é pro precaução. Bom. Quem está certo? Aquele que tem provas. Quem tem provas? Ninguém. Chegaram uma vez a falar que ele usa coleiras de choque secretamente, sendo que, na imagem que mostraram, ele mesmo mostrou que estava usando porque o cão em questão só usava essa coleira, já que era um hábito, ruim é claro, do dono, e qualquer outra coleira já não faria efeito. Ele não tinha escondido isso e usaram isso para criar mais intrigas contra ele. As pessoas as vezes passam de querer proteger os animais para destruir a vida alheia, fazendo de tudo para manipular leigos.
    Bom, enquanto não sabemos a verdade, só nos resta apreciar as técnicas ou sofrer com o suposto "sofrimento" causados nos cães por elas.
    Abraços a todos e saudades do seu blog Gabi =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Muito bom seu comentário!
      O blog anda parado mesmo, a vida corrida traz a falta de tempo, mas tentarei postar algo de vez em quando!

      Abs,
      Gabi

      Excluir

Obrigada por participar do blog e compartilhar sua opnião!

Ao deixar seu comentário você automaticamente autoriza sua reprodução e publicação.

Não serão publicados:

- Comentários que contenham ofensas ou palavrões;
- Comentários que não tenham relação com o post em questão;
- Comentários Anônimos;
- Propagandas em geral.

Leia os Termos de Uso do blog.