11 de agosto de 2015

Viagens de Avião - Cães Braquicefálicos: Antes da Viagem.


Oi Gente!!

Voltei com informações "quentinhas" e que, com certeza, serão muito úteis pra quem pretende viajar com seu bulldog ou qualquer outro cão braquicefálico (pug, boxer) de avião.

Bom, novamente me mudei de estado, e claro que os três sapequinhas vieram comigo. 

Aqui cabe um comentário: Nunca abandone seu peludo! ele faz parte da família! Você não iria deixar seu filho para trás ou doar não é?! Pode parecer dramática a comparação, mas é a verdade...

Acontece que, para mim, uma viagem de carro demoraria 2 dias e seria muito exaustivo para eles e também para nós.

E qual a solução? Avião!

Fonte: alexgoradio

Mas, como vocês sabem agora existem uma série de regras e restrições para cães braquicefálicos nas companhias aéreas, inclusive algumas companhias não fazem o transporte deste tipo de cão.

Mas é possível sim!

E vou começar uma série de posts com dicas para tentar ajudar ao máximo quem vai ter que levar seu peludo junto! Vamos seguir uma série de informações sobre:

  • Tramites para levar seu cão (antes da viagem);
  • Caixa de transporte;
  • Tramites na hora de embarcar seu cão;
  • Durante a viagem e após a chegada.

Pra começar, se você pretende viajar com seu cão você deve planejar com antecedência, quanto mais melhor. No meu caso comecei os preparativos um mês antes!

Meu caso foi um tanto quanto complicado, pois eu tinha que levar três cães. E o limite, passado pela TAM cargo, são de três cães por viagem (a depender do modelo da aeronave), e mesmo assim, não podem viajar juntos cães e gatos, acho que por um motivo meio óbvio! rs... e não adianta dizer que seu cão ama gatinhos, eles não vão deixar!

Por isso minha antecedência, para tentar reservar o lugar deles!

Mas eu tinha mais uma exigência, e que todos deveriam preferir: Vôos diretos (menos tempo, menos estresse).

Outra exigência da TAM cargo: Vôos entre 18h e 6h. (horários com clima menos quente para esse tipo de cão).

No site da TAM está escrito o seguinte:
Os animais braquicefálicos possuem dificuldade em manter sua temperatura corporal especialmente em decorrência de uma respiração mais restrita, por isso necessitam de caixas maiores para melhorar a circulação de ar quando transportados na cabine com o passageiro, sempre respeitando a medida máxima permitida.

Devido a estas características animais braquicefálicos não são aceitos para transporte como carga, no compartimento de bagagem da aeronave. É possível transportar estas raças junto a TAM Cargo em rotas 100% domésticas dentro do Brasil.
A temperatura também é um fator de restrição de transporte de animais. Viagens a regiões com temperaturas muito extremas não são recomendadas, esteja atento à época do ano na qual realizará a viagem, bem como o horário do voo e as temperaturas nos locais de saída e de chegada.
Nós da TAM nos reservamos ao direito de recusar o transporte de animais que apresentem certas condições ou comportamentos. Consulte sempre a companhia aérea antecipadamente.
Na verdade, quando eles colocam que não são aceitos como trasporte de carga, eles querem dizer que esse serviço não pode ser feito lá no check-in como bagagem. O serviço é feito pela TAM Cargo , que, normalmente, fica fora do aeroporto, mas, em geral, bem próxima a ele. É um serviço diferenciado, com um monte de burocracia, especialmente em relação a cães braquicefálicos. Mas, sim, eles vão como carga, mas uma carga diferenciada, digamos assim.

A temperatura leva a restrição de horário que já comentei antes. E eles recomendam, como, falei, vôos diretos.

Então eu tive que conciliar tudo e não foi nem um pouco fácil. Eu estava indo de Brasilia para Florianópolis, o único vôo direto era as 10 da manhã (não poderia, restrição de horário).

E eu ainda queria que eles fossem os três no mesmo vôo que eu, para assim que eu chegasse no destino pudesse pegar eles.

Mas, o aeroporto com vôo direto mais próximo e com horário certo seria em Curitiba (aprox. 300 km de distancia de Florianópolis).

Então mais uma coisa, tive que programar: meu irmão iria de carro me pegar com os três!
Fonte: oldtownmanor

O que eu fiz?!

Primeiro comprei minha passagem e com o numero do vôo, horário e numero da reserva eu liguei para TAM cargo, como o peso do animal+caixa ultrapassava 10 quilos eles teriam que ir no porão, caso contrário você pode embarcar na cabine junto com você, o que é muito melhor. Mas como um bulldog adulto, normalmente, pesa mais que isso não temos essa opção.

Algumas coisas que perguntam e exigem:

  • Idade: seu cão tem que ter mais de 4 meses de idade;
  • Carteira de Vacinação: certificado de vacinação antirrábica exigido para animais com mais de 03 meses de idade. Essa vacina precisa ser aplicada de 30 dias a 01 ano antes do embarque. Filhotes que tenham menos de 03 meses de vida e que, portanto, não tenham tomado a primeira vacina, serão embarcados somente com autorização expressa do veterinário;
  • Se o seu cão tiver um microchip o numero deverá ser apresentado na hora do embarque;
  • Você já deverá ter as medidas da caixa de transporte para passar ao atendente;
  • Precisará passar o peso do cão, juntamente com a caixa (saiba o peso do seu cão e da caixa separadamente, caso eles perguntem);
  • Eles também me perguntaram macho ou fêmea (só para constar nas informações do animal, acredito eu);
  • Você deverá providenciar um atestado médico veterinário para seu cão, mas consiga perto da viagem, pois ele tem que ter data de, no máximo, 10 dias antes da viagem. Coloco aqui um modelo que eu sempre uso e já levo pro veterinário (por precaução), porém alguns já tem na própria clinica: Atestado médico veterinario
  • Você deverá chegar para embarcar seu cão com, no minimo, 3 horas de antecedência, sim, você leu certo. No post do embarque vou comentar tudo sobre isso.
Toda a documentação tem que ser levada a original e uma cópia.
Fonte: speakingforspot


Você, nesta etapa, na verdade, estará fazendo uma pré-reserva para aquele vôo (irão te passar um numero para acompanhamento), eles só confirmam bem em cima da data (pro meu desespero), mas faça tudo certinho, dentro das orientações que acredito que dará tudo certo.

Expliquei a situação, que teria que ir os três juntos, no mesmo vôo que eu, pois estava de mudança e eles, obvio, estavam indo junto!

Mas isso foi fácil, considerando o que passei na hora de embarcar, mas antes teremos um post para ajudar vocês com relação a caixa de transporte, que, alias, é extremamente importante! Ou está dentro das exigências (muitas, diga-se de passagem) ou não viaja! E também temos que pensar na segurança do nosso cachorro, o que, pra mim, é primordial.

Próximo post continuamos com essa aventura! E que aventura! 







2 comentários:

  1. Qual o tamanho da caixa de transporte e qual material que o pessoal da companhia área julgam adequada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora,

      Estou fazendo um post com todas as explicações da caixa, inclusive irei indicar uma especifica e que foi muito bem aceita pela TAM. Nos próximos dias já tentarei publicar todas as informações!

      Abs,
      Gabi

      Excluir

Obrigada por participar do blog e compartilhar sua opnião!

Ao deixar seu comentário você automaticamente autoriza sua reprodução e publicação.

Não serão publicados:

- Comentários que contenham ofensas ou palavrões;
- Comentários que não tenham relação com o post em questão;
- Comentários Anônimos;
- Propagandas em geral.

Leia os Termos de Uso do blog.