17 de agosto de 2015

Viagens de Avião: Caixa de Transporte


Voltando com os posts sobre viagens de avião, um aviso:

A escolha da caixa de transporte é muito importante. Não pode ser qualquer uma, ou você poderá ter "dores de cabeça" na hora de embarcar.

Fiz muiiiitas pesquisas, afinal, segurança em primeiro lugar, então aqui vão algumas especificações que podem ajudar sobre a caixa de transporte:
  • A caixa tem que ter ventilação dos quatro lados, mas não pense que um furinho ou dois bastam, a TAM Cargo (única que faz esse tipo de transporte para braquicefálicos) exige uma boa ventilação. Do contrário eles vão te dar um estilete ou uma faca pra você fazer "furos" lá mesmo, ou então não embarca (sim, eu vi isso acontecer).
A solução de ventilação, caso você já tenha uma caixa: eu já tinha uma caixa que dava para levar a Cookie, mas já sabia da ventilação, fiz com a furadeira mesmo várias aberturas (existem nas lojas de ferramentas um acoplador para colocar na furadeira e fazer furos certinhos).




Mas.... como eu disse, eles estão bastante exigentes e quase não consegui embarcar a Cookie nessa caixa. Sinceramente, depois que achei outra caixa vi que esta não é lá super segura. O Thor, por exemplo, uma vez conseguiu empurrar a portinha e sair.

Então mais uma dica para sua caixa: para dar mais segurança, também fiz pequenos furos na frente para passar vários lacres e trancar bem a "portinha" da caixa. Ficou como na imagem, assim, mesmo que solte o trinco, terão os lacres para segurar, coloquei vários (a neurótica né?! Mas ainda sou daquela que todo cuidado é pouco).



Sobre a caixa de transporte a TAM cargo recomenda:

A caixa de transporte precisa seguir algumas determinações de padrão internacional, indicadas pela IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo).

De modo geral, a caixa de transporte precisa ser resistente, bem ventilada, com tamanho adequado ao animal (para que ele consiga dar uma volta completa em torno de si), não pode abrir facilmente, a porta não pode estar trancada com cadeado ou lacre, deve haver um pote acessível por fora para o fornecimento de água, deve estar forrada com material absorvente (jornal, por exemplo), mas sem outros objetos soltos, deve ter alças, não pode ter rodas. A identificação da caixa também é importante. Ela deve estar etiquetada com algumas indicações (“Animal vivo” e “Este lado para cima”), bem como com a identificação completa do animal e do passageiro (nome, telefone, identificação do voo). Se quiser, cole uma foto atual do cão ou gato na parte externa da caixa. Para garantir a segurança, os animais não devem usar focinheiras e/ou enforcadores. Cuidado também com coleiras com penduricalhos ou demasiadamente largas ou justas.

Apesar de dizer que não pode lacrar, a caixa que eu recomendo vem com locais para isso, e lá mesmo eles disponibilizaram lacres para eu fechar (mas leve de casa, por via das duvidas).

A respeito das dimensões:

Para animais viajando no compartimento de carga:

A caixa deve seguir as seguintes limitações: o peso total não deve exceder 45 Kg em voos de/para América do Norte e América do Sul e 32 Kg em voos de/para Europa. As dimensões máximas permitidas são 94cm de comprimento, 64cm de largura e 61cm de altura.

Fonte: Tam Cargo

No próprio site da TAM recomenda que, antes da viagem, você acostume seu cão a ficar dentro da caixa, isso é realmente importante, para evitar menos estresse no momento do embarque:

Treinamento prévio do animal
O segredo para uma viagem tranquila está no treinamento prévio (idealmente algumas semanas antes do embarque), visando a adaptação do animal à caixa de transporte, ao confinamento e à separação do dono por períodos prolongados.
Para esse treinamento, sugerimos que sejam seguidos alguns passos:

  1. Transforme a caixa de transporte em um local familiar para o seu animal, deixe-a sempre aberta, acessível e o tempo todo disponível em um local da casa onde o animal costuma permanecer.
  2. Torne-a um local agradável para o animal, coloque um pano ou colchonete dentro dela, preferencialmente que o animal já tenha utilizado anteriormente.
  3. Faça dela um local de experiências agradáveis para o seu animal, ofereça petiscos saborosos dentro dela, ossos para roer e brinquedos.
  4. Diariamente, ofereça ao menos uma das refeições de seu animal na caixa de transporte e, à medida em que ele se mostre confortável enquanto come lá dentro, feche a portinha. Abra quando o animal terminar, desde que não esteja agitado, pedindo para sair ou tentando forçosamente abri-la. Gradativamente, aumente o tempo em que ele permanece dentro da caixa, mesmo já tendo finalizado a refeição, mantendo-se próximo na maior parte do tempo enquanto o supervisiona.
  5. Uma vez acostumado com o esquema de alimentação dentro da caixa de transporte, comece a colocar o animal dentro dela em outros momentos, preferencialmente quando estiver tranquilo. Gradativamente, aumente o tempo de permanência em repouso dentro da caixa. Procure manter-se afastado, para que o animal vá também se acostumando com a sua ausência enquanto confinado.
  6. Alguns dias antes da viagem, passe a colocar o animal dentro da caixa de transporte mais frequentemente, em um esquema de rotina (para o cochilo da tarde, por exemplo). Deixe-o permanecer lá por algumas horas. Afaste-se e eventualmente volte para verificar como ele está. Estando quieto, elogie ou ofereça um petisco pela grade da porta. Não libere se estiver agitado, latindo ou tentando abrir a porta (a menos que realmente não esteja bem). Sem dizer nada, apenas aguarde e libere-o tão logo ele se acalme.
Desde que você use a mesma caixa, o dia da viagem corresponderá a uma sessão de treinamento. O contexto será diferente e haverá novos elementos não familiares ou mesmo estressantes, mas a caixa de transporte funcionará como seu porto seguro.

Para o Thor e para a Alana tive que comprar caixas novas e foi aí que achei uma caixa muito boa!!! E bem especifica para viagens aéreas. Vou explicar tudinho dessa caixa pra vocês:

A marca da caixa: Vari Kennel. Ela é importada e o único local que consegui achar para comprar via internet foi neste site:

Cobasi - Caixa de transporte Vari Kennel

Ela tem um preço um pouco elevado, mas vou dizer, vale cada centavo. Os funcionários da TAM falaram, tanto na hora do embarque, quanto na hora do desembarque que essa é caixa ideal para transporte dos cães.

Ela vem com vários adesivos de identificação, vários locais com especificação de onde colocar lacres para fechar bem a porta, locais onde ela pode ser amarrada dentro do avião, locais de identificação de onde ela pode ser carregada... enfim, ela é realmente muito boa.

E não é propaganda não! se você não quer se incomodar compre essa caixa! Além disso, ela é muito segura para o cão também. Se você der uma pesquisada no Google em inglês (viagens de avião+cães) você irá notar várias fotos dessa caixa, que é muito utilizada internacionalmente.

Eu comprei via correios, chegou certinho, desmontada e na hora você vai perceber a qualidade do material.

Aqui vai um vídeo mostrando algumas coisas dessa caixa de transporte! Recomendo!




8 comentários:

  1. Bom dia
    Li o seu post sobre transporte de cachorros em avião, gostaria de saber se você já viajou de avião com a sua buldogue francês? Quantas vezes já fez a viagem? Aconteceu alguma coisa? Eu moro em Brasília e meus pais em São Paulo e pretendo passar o Natal por lá. Tenho receio de Levá lo de avião. Obrigada

    ResponderExcluir
  2. Bom dia
    Li o seu post sobre transporte de cachorros em avião, gostaria de saber se você já viajou de avião com a sua buldogue francês? Quantas vezes já fez a viagem? Aconteceu alguma coisa? Eu moro em Brasília e meus pais em São Paulo e pretendo passar o Natal por lá. Tenho receio de Levá lo de avião. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Unknow,

      Ja viajei com meus bulldosg sim. A Alana já viajou umas 3 vezes. Nesta ultima viajei com os três juntos, Não deu nenhum problema, graças a Deus. Mas é bom se precaver de tuudo Tb tenho muito receio, fiz pq foi necessário mesmo. E eles tem um monte de exigência e a gente tem que ser um pouco chata. Sem´pre que entro na cabine já pro pra aeromoça perguntar ao piloto se os cachorros já embarcaram.O piloto tem que ser avisado por causa de temperatura e pressão, fico bem chata até eles embarcarem. Depois é a pressao de pegar eles. Comida dê bastante com antecedem, estressado eles podem vomitar. Leve água e fique insistindo pra esperar o máximo de tempo pra embarcar pra vc estar ali. Qualquer duvida é só falar,estou preparando um post sobre a hora do embarque!

      abs,
      Gabi

      Excluir
    2. Muito obrigada Gabi, Morro de medo de acontecer alguma. Mas todos da minha família amam o meu Filhote Buldogue Francês. Bom seria se pudessem ir ao nosso lado. :)

      Excluir
    3. Olá Sabrina,

      De nada! Dá medo mesmo!

      Abs,
      Gabi

      Excluir
  3. Oi Gabi
    Vc disse que comprou via correios. Por favor, me diga aonde foi a compra. Estou com viagem marcada pela KLM ( eles vao para o Reino unido comigo) e só aceitam essa marca. Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Oi Gabi
    Vc disse que comprou via correios. Por favor, me diga aonde foi a compra. Estou com viagem marcada pela KLM ( eles vao para o Reino unido comigo) e só aceitam essa marca. Obrigada

    ResponderExcluir
  5. Mas eles viajaram lá embaixo? Ou do seu lado na cabine??

    ResponderExcluir

Obrigada por participar do blog e compartilhar sua opnião!

Ao deixar seu comentário você automaticamente autoriza sua reprodução e publicação.

Não serão publicados:

- Comentários que contenham ofensas ou palavrões;
- Comentários que não tenham relação com o post em questão;
- Comentários Anônimos;
- Propagandas em geral.

Leia os Termos de Uso do blog.